Desabamento de elevador mata dois pintores a 15 metros de altura. Famílias em lágrimas

Desabamento de elevador mata dois pintores a 15 metros de altura. Famílias em lágrimas

Estrutura cedeu e os dois homens acabaram de perder a vida na sequência da queda.

Links patrocinados

Dois pintores perderam a vida durante a tarde desta terça-feira. As duas vítimas tinham entre 40 a 50 anos e encontravam-se a pintar o exterior de um prédio na Rua D. Francisco de Almeida, no Feijó, Almada.

Os dois trabalhadores estavam a cerca de 15 metros de altura em cima de um andaime. A estrutura desabou e os dois acabaram por cair para a morte.

Links patrocinados

No meio dos destroços, os operacionais dos Bombeiros de Cacilhas encontraram os dois homens, já sem vida. A estrutura terá sido instalada de forma incorreta. Quem o diz é Jorge Paulo, 2º comandante daquela corporação de bombeiros. “A estrutura estava mal montada e como tal cedeu e veio cá parar a abaixo”.

Leia Também: Pintura de prédio culmina na morte de dois homens em Almada

Os corpos dos pintores foram transportados para a morgue do Hospital Garcia de Orta. A Autoridade para as Condições do Trabalho já abriu um inquérito. Os dois homens eram os únicos trabalhadores na obra que estava a ser executada por uma empresa de construção civil da Sobreda, Costa de Caparica.

Os familiares das vítimas ficaram em choque e tiveram que receber apoio psicológico no local.

Partilhe com os seus amigos: