Caloiro de 18 anos morre com Covid-19 após vários dias internado

Caloiro de 18 anos morre com Covid-19 após vários dias internado

Jovem não resistiu às complicações de saúde provocadas pela pandemia.

Links patrocinados

Michael Lang, de 18 anos de idade, faleceu esta quinta-feira, dia 22 de outubro, devido a complicações relacionadas com o novo coronavírus “depois de um longo internamento hospitalar”.

O jovem morava na aldeia de La Grange, localizada no estado norte americano de Illinois, em Chicago. Era caloiro na Universidade de Dayton, em Ohio, e deixou o estabelecimento de ensino a 13 de setembro para poder ter aulas remotamente através da internet.

Links patrocinados

“A perda de Michael chama a comunidade da nossa Universidade para honrarmos a sua memória e apoiar aqueles que são afetados pelo seu falecimento. Por favor, respeite o pedido de privacidade da família neste momento de dor”, escreveram, em comunicado, os responsáveis pela direção daquela universidade.

Já foram registados mais de 1400 casos positivos de Covid-19 na Universidade de Dayton, e o número de casos diários atingiu o pico a 28 de agosto com 167 novas infeções confirmadas.

Os alunos tinham regressado às aulas a 25 de agosto, mas assim que os casos de Covid-19 começaram a aumentar as autoridades competentes anunciaram que o semestre iria continua através de aulas remotas.

A 24 de setembro, a universidade fez uma transição para que os alunos pudessem ter aulas presenciais e remotamente, tal como é feito neste momento em várias universidades de Portugal.

Durante a tarde de sexta-feira, foi realizada uma vigília à luz das velas em homenagem ao jovem de 18 anos.

“Todos os que foram infetados acabaram por recuperar, então eu não estava à espera que alguém fosse morrer. Estou muito triste”, revelou um aluno daquela universidade em declarações à imprensa.