Catarina Furtado arrasa André Ventura sem medo das ameaças: “Claro que é um perigo para a democracia”

A célebre apresentadora da RTP, Catarina Furtado, é reincidente por críticas a André Ventura e ao partido que ele representa, o “Chega”.

Links patrocinados

Graças a esse acto, a apresentadora pairava numa nuvem hostil com Maria Vieira, uma vez que em defesa ao candidato à presidência da república, Catarina Furtado foi severamente atacada nas redes sociais.

A apresentadora do “The Voice”, em meados de Setembro, criando união com outras figuras públicas, atacou o partido “Chega” logo após a convenção do partido.

Links patrocinados

“Que cidadãos estamos a criar quando alguns chegam (!!) a propor ‘retirar os ovários às mulheres que optam por um aborto, como forma de castigo?’, lançou assim a questão, a apresentadora.

Ainda sobre os ataques de Maria Vieira: “É muito fácil ouvirmos alguém falar dos ciganos e, de repente, pensar da mesma forma. Isso é conversa de café”, disse a apresentadora numa entrevista à “Tv Guia”, preocupada com o futuro do país nas mãos de André Ventura e o seu partido.

Catarina Furtado disse que nunca teve receio de qualquer tipo de ameaças:
“De todo. Não respondi, porque o silêncio é muitas vezes a melhor arma, a mais inteligente.”

A respeito de André Ventura se poder prenuncia na política portuguesa, a apresentadora responsabiliza quem tem permanecido imóvel: “Há muito boa gente que tem ideais e que tem um pensamento humanista e que não se está a chegar à frente. Alguns bons não estão a fazer o seu trabalho”.

E é sem receio, que afirma que André Ventura, é uma pessoa que pode prejudicar a democracia portuguesa: “Ele próprio afirma que quer uma ditadura, em que são reconhecidos apenas os portugueses de bem. Eu não sei o que isso quer dizer.”

Catarina Furtado não sendo apologista de ofensa fácil, apelou às mensagens subliminares como “arma de arremesso” à demagogia:

“É desmontarmos, muitas vezes, aquelas fake news. É desmontarmos as ideias, não os atacarmos. O ataque é a pior das armas. Não se deve atacar o André Ventura com ofensas. É exatamente contrapor as suas falsidades, como a dos ciganos, com argumentos”, afirmou partilhando um exemplo: “Apenas 3,9% dos ciganos são beneficiários do Rendimento Social de Inserção.”

A modelo Sara Sampaio, é de recordar que esta semana foi também alvo de insultos por parte do partido “Chega”, após este ser criticado pela modelo.
A polémica deu-se nas redes sociais quando revelou ter sido insultada por parte de membros do partido.

Partilhe com os seus amigos: