Rosa Grilo e amante condenados a 25 anos de prisão

Rosa Grilo e o amante, António Joaquim, foram condenados à pena máxima de 25 anos de prisão efetiva, pelo homicídio de Luís Grilo.

Esta quinta-feira, dia 25 de março, o Supremo Tribunal de Justiça condenou Rosa Grilo e António Joaquim à pena máxima de 25 anos de prisão pelo homicídio de Luís Grilo, conhecido como “o triatleta”. O caso aconteceu em julho de 2018, nas Cachoeiras, em Vila Franca de Xira, Lisboa.

Em primeira instância, Rosa Grilo, a ex-mulher de Luís Grilo, foi condenada pelo Tribunal de Loures a 25 anos de prisão pela morte do marido. Já António Joaquim, o amante da suspeita, acabou por ser absolvido do caso que chegou ao Supremo após a defesa da arguida ter recorrido da decisão conhecida em setembro do ano passado.

A decisão conhecida esta quinta-feira é igual à proferida pelo tribunal da Relação de Lisboa. O Supremo Tribunal referiu não ter dúvidas sobre a decisão, uma vez que os arguidos limitaram-se a reiterar a generalidade das críticas, nomeadamente o erro na apreciação da prova, rejeitando assim a hipótese de repetição do julgamento.

Partilhe com os seus amigos: