Há 4 dias sem comer, colegas de Ljubomir choram e pedem ajuda ao governo: “Isto é o reflexo de como o governo trata o povo…”

Faz esta segunda-feira quatro dias que os empresários de vários setores afetados pela crise provocada pela pandemia estão em greve de fome à frente da Assembleia da Republica, em Lisboa. O movimento “A Pão e Água”, é um dos rostos principais da greve de fome que começou na passada sexta-feira, 27 de novembro.

Links patrocinados

O mediático chef Ljubomir Stanisic mostrou imagens de uma manifestante em lágrimas no segundo dia de protesto. Apesar do frio e da fome, o Ljubomir garante que não vai desistir dos seus objetivos.

Ljubomir Stanisic e outros 9 empresários dos vários setores afetados pela crise provocada pela covid-19 continuam instalados à frente da escadaria da Assembleia da República.

Links patrocinados

Com as condições climatéricas a dificultarem a contestação do grupo, Ljubomir Stanisic partilhou um vídeo na sua página de Instagram em que mostra uma manifestante a chorar e a ser consolada por outros elementos presentes. “Começamos a colapsar! Mas não vamos desistir!”, escreveu para ilustrar as imagens originalmente publicadas na página de Instagram associada ao movimento.

Para além de Ljubomir Stanisic, estão associados José Gouveia, conhecida figura da noite lisboeta, e João Sotto Mayor, proprietário de vários espaços comerciais dedicados à restauração no Algarve. O também ex-namorado de Isabel Figueira tem mostrado, também ele, através das suas redes sociais, vários momentos do protesto.

“Ficámos tão revoltados, estamos com as emoções à flor da pele, estamos aqui há quatro dias”, diz José Gouveia. O ministro de Estado e da Economia Siza Vieira não deverá receber estes empresários esta segunda-feira.

Recorde-se que na origem do movimento “Sobreviver a Pão e Água” está a crise instalada nos setores da restauração, hotelaria, comércio, animação noturna e cultura por causa da pandemia da COVID-19. Reclamam não só a falta de apoio do Governo a estas áreas como as medidas de restrição aplicadas, que põem em causa a sobrevivência dos negócios.

Partilhe com os seus amigos: