Estado de Emergência deve continuar até maio, diz Costa

Esta terça-feira, foi confirmado pelo primeiro-ministro as declarações proferidas ontem por Marcelo Rebelo de Sousa, afirmando que, “pelo menos até ao final do processo de desconfinamento, é preciso manter o estado de emergência”.

Fez também um apelos aos portugueses, para a responsabilização individual na semana da Páscoa.

“O primeiro controlo que tem de existir é o de nós próprios”, notou, alertando, ainda assim, que “é evidente que as autoridades estarão lá para fazer cumprir a lei”.

Leia Também: “Quem for visto na rua vai ser fiscalizado” PSP aperta o cerco na Páscoa

No final de uma visita, Costa ainda revelou estar de acordo com o Presidente da Republica quanto à necessidade de prolongar o estado de emergência até maio.

“Da parte do Governo é esse o entendimento. Pelo menos até ao final do processo de desconfinamento é preciso mantê-lo”, sublinhou António Costa.

Sublinhou ainda que, apesar de o país estar num bom caminho, é preciso redobrar os cuidados.

“As coisas não correm bem por acaso, correm bem se mantivermos a disciplina. Caso contrário, estragamos tudo aquilo que conseguimos”, frisou.