Educadora de infância acusada de maus-tratos a crianças e obrigar a comer comida vomitada, em Aveiro

Pais acusam uma educadora da creche por agredir as crianças e de obrigá-las a comer a comida com vomitado.

Links patrocinados

Os pais de quatro crianças acusaram uma educadora de infância do Centro Social de Esgueira, em Aveiro, de maus-tratos. Segundo os progenitores tudo aconteceu entre setembro de 2019 e fevereiro de 2020.

Os pais também se queixam da falta de respostas da Instituição Particular de Solidariedade Social que gere a creche aos sucessivos pedidos de esclarecimentos, sobre o que motivou a suspensão da educadora.

Links patrocinados

Os pais dizem que a educadora dava palmadas no rabo ao filhos e “obrigava as crianças com menos de um ano a ingerir alimentos sólidos”. Uma das meninas chegou a deixar de respirar após se ter engasgado com um pedaço de um pera.

Quando vomitavam para o prato, esta “obrigava-as a comer a comida e o vomitado”. Chegou ainda a “amarrar uma criança à cadeira de refeição” com panos para estar quieta.

Partilhe com os seus amigos: