Graça Freitas anuncia hipótese de utilização de duas máscaras

Nova recomendação de uso de duas máscaras em Portugal

Graça Freitas anuncia que está a ser avaliado a utilização de duas máscaras em Portugal

Links patrocinados

Na sequência da recomendação feita pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças norte-americano, está a ser avaliada a utilização de duas máscaras em Portugal.

Os peritos portugueses estão, neste momento, a avaliar a hipótese de recomendação do uso de duas máscaras em simultâneo, tal como sugeriu o CDC (Centro de Controlo e Prevenção de Doenças) norte-americano. A notícia foi avançada pela diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, na edição deste sábado do jornal Público.

Links patrocinados

“Temos neste momento dois grupos de peritos a estudar essa precaução, pelo medo das novas variantes. Já andamos a consultar os peritos regularmente há muito tempo, e a última consulta, há cerca de duas semanas, foi no sentido de manter a recomendação atual. Agora, com a nova decisão do CDC, voltámos a pedir a opinião dos peritos”, esclareceu a diretora geral da Saúde numa entrevista.

Graça Freitas aproveitou para tentar esclarecer as declarações proferidas no início da pandemia, realçando que nunca colocou em causa a importância do uso de máscara.

“Um dia, vamos ter todos que ir ouvir essa história de novo e ver como se tornou um mito urbano. Disse isso porque se assiste frequentemente, por estarmos com máscara, a uma aproximação demasiado grande entre as pessoas. O que quis dizer é que o uso da máscara não invalida o outro critério, que é uma distância física de precaução, nem invalida lavar as mãos, nem arejar os locais. Se fosse só por isso, muitos países já não tinham a doença”, explicou Graça Freitas negando que nunca defendeu o não uso da máscara.

Partilhe com os seus amigos: