Confusão entre manifestantes da restauração e polícia no Porto

Donos de restaurantes e de outros estabelecimentos de comércio veem o seu negócio a afundar e estão descontentes com as medidas do Estado de Emergência tomadas pelo governo.

Links patrocinados

Foram registados momentos de grande tensão entre os manifestantes e as forças de segurança durante a manifestação de empresários da restauração e comércio que decorreu durante a tarde desta sexta-feira no Porto.

Muitos empresários do país estão contra as medidas restritivas para abrandar a propagação da pandemia, decretadas pelo governo durante o novo Estado de Emergência. Também o chef Ljubomir Stanisic esteve presente na manifestação e tem sido uma voz crítica em relação à falta de medidas de apoio por parte do governo neste sector.

Links patrocinados

Junto à Câmara Municipal do Porto, após alguns participantes do protesto incendiarem objetos e caixões no local, gerou-se grande aparato e a PSP foi obrigada a reagir de forma mais musculada. Foram também arremessadas garrafas.

Houve troca de empurrões e insultos entre os manifestantes, que incluem o movimento “A pão e água” e os agentes da PSP que estão no local.

Largas centenas de pessoas concentraram-se na Baixa do Porto, muitas seguindo as regras de prevenção da transmissão da Covid-19, como o distanciamento físico e o uso de máscara, no entanto, com o escalar de violência verificou-se que alguns manifestantes deixaram de respeitar as regras de distanciamento.

Partilhe com os seus amigos: