Homem em risco de ficar paraplégico e outro com o crânio aberto após ataque a restaurante de Odivelas

Ataque selvagem deixou rasto de sangue por todo o restaurante, em Odivelas.

Links patrocinados

O dono do estabelecimento, o irmão dele e um empregado foram espancados sem piedade durante a noite desta quarta-feira. Primeiro, os agressores, um grupo de oito indivíduos pertencentes à mesma comunidade, começaram por pedir tudo de mais caro que havia na ementa, depois começaram a reclamar após um membro do grupo ter sido repreendido por estar a fumar dentro do restaurante. Rapidamente passaram às ameaças.

As vítimas levaram vários socos e pontapés. Foram espancadas com mesas, cadeiras e garrafas. Uma delas foi agredida com uma mesa com tampo de mármore e arrisca lesões graves e permanentes na coluna. Outra das vitimas sofreu lesões na cabeça e foi operada.

Links patrocinados

“Uma das vítimas estava deitada no chão e levou com uma mesa de mármore em cima, e corre o risco de não andar mais. Outra tinha o crânio aberto”, revela Hernâni Carvalho à SIC.

Segundo as imagens de videovigilância, houve intenção de matar, ainda que o crime não tenha sido concretizado. Os agressores podem ser acusados de ofensas graves à integridade física e tentativa de homicídio.

Recorde-se que as vítimas são familiares de Hugo Ernano, o agente da GNR que fez uma perseguição a um automóvel em fuga e matou uma criança de 13 anos que tinha sido levada para um assalto para o pai. Factos levam a querer se poderá ter-se tratado de uma retaliação.

Partilhe com os seus amigos: