Hospital no Porto já não tem mais camas para doentes com Covid-19

Unidade hospitalar do centro da cidade do Porto esgotou a capacidade para tratar doentes com Covid-19 em cuidados intensivos.

Links patrocinados

O hospital de Santo António, situado no centro da cidade invicta, esgotou a capacidade de internamento em cuidados intensivos para doentes com Covid-19 e prepara a abertura de outras camas retiradas de blocos operatórios.

O anúncio foi feito este sábado por José Barros, diretor clínico do Centro Hospitalar Universitário do Porto que inclui o Hospital de Santo António.

Links patrocinados

“A maior pressão, atualmente, é nos cuidados intensivos. Já esgotamos a nossa capacidade. Temos 28 camas para a Covid-19 e 24 para doentes não covid que temos de manter. Nessas não tocamos. Para covid podemos ir às 32, mas isto já é com sacrifício de um bloco operatório de otorrinolaringologia e estomatologia”, disse o diretor clínico.

À data deste sábado, neste hospital do Porto estão 115 doentes internados com infeção pelo novo coronavírus em enfermaria, três dos quais crianças internadas no Centro Materno Infantil do Norte, unidade que faz parte do CHUP.

“A situação do Hospital de Santo António é preocupante (…)”, referiu o médico. “Todos os dias temos mais doentes do que no dia anterior e a nossa angústia é não sabermos onde isto vai parar”, acrescentou.

Até ao momento, as 28 camas disponíveis para doentes Covid-19 estão totalmente ocupadas.

Partilhe com os seus amigos: