Isolada há mais de 8 meses, bisavó só pede à família para morrer

Em 100 anos de vida, Doreen Tilly nunca tinha precisado de antidepressivos, contudo, tudo mudou este ano após passar muito tempo em isolamento.

Links patrocinados

A britânica, que passou 8 meses isolada do mundo e da família, revelou aos familiares que “só quer morrer” depois de tanto tempo sem ver os seus.

Segundo adianta o jornal britânico Mirror, a trisavó celebrou os 100 anos antes de ter começado o confinamento, e a família diz que estava “cheia de vida” nessa altura.

Links patrocinados

Contudo, os meses de isolamento tiraram-lhe a felicidade e a vontade de continuar a viver

“A diferença na minha avó é devastadora de ver. Antes, ela estava cheia de vida e ansiava com as visitas regulares da família”, contou a bisneta Sonia Dixon, de 37 anos.

Os familiares dizem que a bisavó está a morrer na solidão, e que durante as curtas visitas da família, Doreen só pede para morrer, tendo mesmo começado a tomar antidepressivos.

Partilhe com os seus amigos: