Ljubomir já começou greve de fome: “É uma causa necessária que temos de cumprir”

Protesto de greve de fome já dura há cerca de 24 horas, em frente à Assembleia da Republica, em Lisboa.

Links patrocinados

O mediático Chef Ljubomir Stanisic está há cerca de 24 horas sem comer. A greve de fome é motivada pelo movimento “A Pão e Água”, organizado por vários empresários e trabalhadores de um dos setores mais afetados pela pandemia e pelas medidas impostas pelo Governo Português – o setor da restauração.

Ljubomir considera que não é fácil estar em greve de fome, no entanto, acredita que é por uma causa necessária e que não irá desistir até que sejam atingidos os seus objetivos. O movimento ‘A Pão e Água’ pretende “chamar a atenção” dos governantes para aquilo que as pessoas afetadas pela crise do setor estão a viver. Em causa estão os despedimentos e a falta de bens-alimentares em algumas famílias.

Links patrocinados

Segundo o Chef, estão a ser cumpridas as medidas de segurança para evitar a propagação da Covid-19. Revela ainda que há uma enfermeira que, a cada 20 horas, se desloca até ao local para fazer testes aos presentes e confirmar que não há contágios.

Os manifestantes utilizam máscara a toda a hora, exceto quando circulam à volta para respirarem um pouco de ar puro. Ljubomir garante que estão a ser cumpridas as medidas necessárias para que a manifestação corra bem e não agrave ainda mais o estado atual de saúde do país.

Pelo local já passaram centenas de pessoas que agradeceram aos responsáveis do movimento pelo que estão a fazer em prol deste setor severamente afetado pela pandemia. O Chef considera que a gratificação das pessoas é a melhor coisa que lhe tem acontecido nos últimos tempos

Partilhe com os seus amigos: