Confinamento prolongado até ao fim das épocas festivas

Confinamento perlongado até ao fim das épocas festivas

O confinamento geral deverá ser prolongado até 16 de março, podendo ser aplicado uma renovação do estado de emergência até essa data.

Esta terça-feira, o primeiro ministro e a ministra de Saúde reconheceram a necessidade de se manter o confinamentos nesse período festivo, de modo a evitar que se repita o aumento exponencial de contaminações que ocorreu no período do Natal. Após mais uma reunião no Infarmed, em Lisboa foi conversado que o atual confinamento está a produzir resultados contra a covid-19, mas é necessário perlongá-lo face aos elevados níveis da pandemia.

“Concluímos também que quanto maior for a intensidade do confinamento mais rápidos são os resultados. Que os elevados níveis da pandemia requerem o prolongamento do atual nível de confinamento e que é necessário continuar a investir na testagem massiva e na capacidade de rastreamento”, assinalou António Costa.

Já a ministra prevê um prolongamento até ao final de fevereiro e, depois disso, sujeito a uma nova avaliação. Explica que os peritos projetaram que só desta forma será possível ter uma ocupação nas Unidades de Cuidados Intensivos abaixo das 200 camas uma incidência abaixo dos 60 casos por 100 mil habitantes.

Marta Temido explicou que, apesar das medidas estarem a produzir resultados, “é bastante evidente” que o atual confinamento se deve manter.

Partilhe com os seus amigos: