Médico ataca negacionistas da pandemia e atira farpa a Cristina Ferreira: “Se nós quisermos ir atrás dos anormais, vamo-nos arrepender”

Médico Gustavo Carona divulgou nas redes sociais um testemunho que está a gerar polémica em torno do mesmo.

Links patrocinados

Gustavo Carona, médico intensivista do Hospital Pedro Hispano e membro da organização Médicos Sem Fronteiras, revelou, através de um vídeo divulgado nas redes sociais, que recusou um convite para participar no programa ‘Dia de Cristina’, da TVI.

O profissional de saúde, residente no Porto, começa por dizer que a produção daquele canal o informou que teria de de deslocar ao estúdio, em Lisboa, e para levar a sua mãe, para abordarem a sua “experiência dos cuidados intensivos” em tempos de pandemia. O médico diz que “não está interessado em contribuir para telenovelas”, porque “é tempo de informar e não de contar histórias”.

Links patrocinados

Gustavo Carona admite que o convite é “representativo da total desorientação que estamos a ver neste momento” e da “incompreensão do desafio que estamos a passar”.

“Isto está a acontecer. Se nós não percebermos isto, se nós quisermos contar historinhas, ir atrás dos imbecis, dos negacionistas, dos relativistas e das teorias da conspiração, se nós quisermos ir atrás destes anormais, nós vamo-nos arrepender. Isto está a acontecer neste momento”.

O profissional de saúde acrescenta que “isto vai rebentar” se a pandemia não for levada a sério.

“Não é tempo para questionar as autoridades de saúde. Isto não se resolve nos hospitais, isto resolve-se a montante dos hospitais. Não há nada que nós possamos fazer nos hospitais para controlar a pandemia. Isto é um problema de saúde publica, é um problema da sociedade civil, é um problema do nosso comportamento coletivo”, diz.

Partilhe com os seus amigos: