Jovem desportista mata os pais com quem vivia e atira-os ao rio. Eram professores

Mata os pais e atira-os ao rio. Eram professores

Conflitos entre o filho e pais eram frequentes. Discussão sobre dinheiro entre a família culminou na tragédia.

Links patrocinados

Um fisiculturista de 31 anos de idade confessou ter tirado a vida aos próprios pais e atirado os corpos ao rio Ádige, em Itália.

Peter e Laura, ambos profissionais de educação, desapareceram sem deixar rasto, em Bolzano. A mulher acabou por ser encontrada no rio Ádige com sinais de asfixiamento, já o homem nuca chegou a aparecer.

Links patrocinados

Benno Neumair, o fisiculturista e filho do casal, revelou que o pai o costumava acusar de ser inútil. ” Senti-me tão encurralado, sem nenhuma saída. Refugio-me no meu quarto e sou pressionado mesmo que queira estar em paz. Eu só queria silêncio. Silenciei-o, peguei a primeira corda de escalada que encontrei num alguidar de plástico onde tenho as ferramentas”, descreveu o filho durante o interrogatório, acrescentando que as discussões com o pai eram frequentes.

Benno colocou os progenitores já sem vida na mala do carro do pai e atirou-os ao rio. Depois foi para casa de uma amiga, Martina, com quem passou a noite.

Na última discussão, por causa de dinheiro, o pai queria que o filho contribuísse mais financeiramente para a casa. “Dava 350 euros de aluguer aos meus pais. O meu pai queria que passasse a pagar 700 euros a partir de janeiro que é um terço da renda. Respondi que não era correto. O meu pai insistiu que eu tinha de sair de casa”, descreve Benno. Depois do conflito, o filho terminou com a vida dos pais.

Partilhe com os seus amigos: