Português detido no aeroporto no Quénia com 100 quilos de ouro

Português detido no aeroporto no Quénia com 100 quilos de ouro

João Carlos Ramalho Ferreira, um empresário português, foi detido pelas autoridades quenianas no Aeroporto de Nairobi, no Quénia, com 100 quilos de ouro contrabandeado.

O português, de 67 anos, natural de Sintra, alegadamente ex-agente de jogadores de futebol, estava radicado na Hungria, mas foi detido no Aeroporto de Nairobi, quando tentava contrabandear 100 quilos de ouro provenientes da República Democrática do Congo para Budapeste.

O ouro apreendido, transportado no estado sólido e puro, está avaliado no valor de cerca de cinco milhões de euros.

Leia Também: Jovem de 18 anos morto à facada em disputa por namorada em Almada

As autoridades quenianas acreditam que o traficante português tera introduzido o ouro no país através do Burundi, onde abriu uma empresa, com a ajuda de um advogado local. O ouro terá sido enviado por um general congolês procurado pelas autoridades pelo homicídio de ativistas dos direitos humanos.

Partilhe com os seus amigos: