“Rei da Noite” de Guimarães mata eletricista à pancada e atira corpo ao rio Ave

"Rei da Noite" de Guimarães mata eletricista à pancada e atira corpo ao rio Ave

António Freitas da Silva, de 71 anos, também conhecido como “Toni do Penha” e “Rei da Noite” de Guimarães, por ter gerido a discoteca Penha Club, matou Fernando Ferreira, de 63 anos, e atirou o corpo ao Rio Ave.

Tudo aconteceu porque António Silva estava convencido de que o eletricista Fernando Ferreira tinha colaborado no assalto que levou cem mil euros do cofre da sua casa, em Vila Nova de Sande, em Guimarães, no dia 10 de dezembro de 2019.

O “Rei da Noite” tentou reaver o dinheiro com um “aperto” ao eletricista, mas acabou por decidir matá-lo, uma vez que se recusava a devolver o montante roubado.

António montou uma cilada ao eletricista, atraindo-o ao restaurante Sombras do Ave, em Briteiros, com o pretexto de conversarem sobre um trabalho. Com a ajuda de Hermano Salgado, um homem contratado para o auxiliar no crime, a dupla agrediu a vítima com várias pancadas na cabeça, até ficar desfigurado, e depois lançaram o corpo ao rio Ave.

Leia Também: Um morto e um ferido em acidente de trabalho em vacaria de Vagos

O corpo foi encontrado 14 dias depois, por um popular, junto ao Parque da Ínsua, em S. Cláudio de Barco, a cerca de cinco quilómetros do local onde foi arremessado para a água.

António Silva desfez-se do carro do eletricista entregando-o ao dono de um stand, Paulo Ribeiro, que fez o carro desaparecer para França imediatamente.

Partilhe com os seus amigos: