Alunas espancam e arrancam unhas de rapariga de 18 anos na sala de aula na Amadora

Alunas espancam e arrancam unhas de rapariga de 18 anos na sala de aula na Amadora

Uma aluna de um curso profissional da Escola Seomara da Costa Primo, na Amadora, foi agredida violentamente numa sala de aula por colegas.

Links patrocinados

A rapariga de 18 anos viu algumas unhas arrancadas “a sangue frio” pelas colegas, tendo que receber tratamento hospitalar. A direção do agrupamento refere um desentendimento entre a vítima e uma colega, que foi entretanto suspendida.

Segundo fonte policial, a agressão ocorreu por volta das 17h00 de terça-feira, 4 de maio.

Links patrocinados

“A aluna agredida, matriculada no 2º ano do curso de ação educativa, tinha ficado na sala com uma colega após a saída do professor. Foi então que entrou uma jovem de 15 anos, do 1.º ano do mesmo curso, e duas alunas mais novas”, explicou Rui Fontinha, diretor do agrupamento. “As duas jovens já estavam “picadas” por causa de uma discussão prévia sobre sapatilhas”, acrescentou.

A jovem de 15 anos terá arrancado as unhas de pelo menos seis dedos à sua colega, que ficou a sangrar. “A jovem usava unhas de gel com 5 centímetros de comprimento. As mesmas terão caído quando a jovem se desequilibrou em sequência das agressões”, explicou Rui Fontinha.

A vítima foi transportada para o Hospital Amadora-Sintra, onde foi assistida. A agressora foi suspensa no âmbito de um processo disciplinar. Rui Fontinha garantiu que a jovem irá ser severamente punida, tendo a PSP feito participação ao tribunal.

Partilhe com os seus amigos: