Criança espancada e mordida até à morte pelo próprio pai por urinar no sofá

Um homem de 30 anos espancou, mordeu e apertou o filho de dois anos até à morte por o menino ter urinado no sofá, na Florida, nos Estados Unidos.

A notícia foi avançada pelo jornal britânico Daily Mail, que refere que o agressor, Alegray Damiah admitiu ter batido no menino até ter ficado inconsciente.

Alegray terá agredido o menino após a criança ter urinado no sofá. Apertou-o e bateu-lhe até ter ficado inconsciente. Após as agressões, o agressor levou a criança à casa de banho para vomitar e depois deitou-a na cama. O menino acabou por ficar inconsciente momentos depois.

Apercebendo-se da criança estar inanimada, Alegrey começou a morder o menino para o tentar acordar. Perante a ausência de resposta da criança, em vez de ligar para um hospital, o agressor preferiu ligar à mãe da criança para pedir ajuda, mostrando o menino.

A mãe da criança chamou os meios de socorro, que levaram o menino para o hospital, onde acabou por morrer pouco tempo depois de chegar. A ajuda só chegou até ao menino por volta das 00h45, uma hora após o agressor ter começado a enviar mensagens à mãe do menino.

Leia Também: Benfica quer anular o acordo que Rui Pinto tem com as autoridades

A autópsia realizada ao corpo da criança revelou vários hematomas, hemorragia cerebral, uma laceração no fígado e várias marcas de mordidelas no antebraço esquerdo.

O agressor foi detido e acusado de homicídio.