Eletricista de 67 anos abusa de cadáveres na morgue de dois hospitais

Eletricista de 67 anos abusa de cadáveres na morgue de dois hospitais

O caso de David Fuller, um eletricista de 67 anos, está a chocar o Reino Unido. O homem admitiu ter violado os cadáveres de mais de uma centena de mulheres e crianças.

Em dezembro do ano passado, David Fuller foi detido por ter morto duas jovens em 1987. Durante a investigação, as autoridades encontraram provas dos abusos sexuais que o homem praticou em dezenas de cadáveres dos dois hospitais onde trabalhou. A polícia encontrou várias pastas catalogadas com os nomes das vítimas e datas dos crimes, entre 2008 e 2020.

Foram encontrados cerca de 1300 e 34 mil fotografias em pens, discos e disquetes dos crimes hediondos que praticou. David Fuller trabalhava como eletricista em dois hospitais desde 1989 e usava o seu cartão de acesso para aceder às morgues, tirando vantagem do facto de as morgues não terem câmaras de videovigilância.

Leia Também: Põe fogo à casa por desgosto amoroso e morre de acidente poucos minutos depois na Figueira da Foz

O julgamento de David Fuller começou na semana passada e o eletricista confessou o homicídio das duas jovens e a violação de mais de cem pessoas entre os 9 e os 100 anos de idade. Já foram identificadas pelo menos 78 vítimas.

David Fuller é casado e pai de quatro filhos.

Partilhe com os seus amigos: