Emigrante português de Rio Tinto morto de forma impiedosa na Alemanha

Emigrante português de Rio Tinto morto de forma impiedosa na Alemanha

Emigrante português de Rio Tinto morto na Alemanha

Bruno foi morto este sábado, mas o seu corpo só foi encontrado no domingo.

Links patrocinados

Bruno Costa, um emigrante português de 39 anos de idade, foi morto à facada em Stolberg, na Alemanha. O emigrante era natural de Rio Tinto, pertencente ao concelho de Gondomar, e vivia na Alemanha há cerca de nove anos.

A família de Bruno vive em desespero para saber mais informações sobre o caso. As notícias a que teve acesso foram as divulgadas pela comunicação social daquele país, não tendo sido avançados detalhes.

Links patrocinados

Sabe-se, no entanto, que Bruno foi morto em casa durante a sábado de noite, mas o seu corpo só foi descoberto cerca de um dia depois, no domingo.

Leia Também: Recluso e guarda prisional vivem romance há vários meses na prisão de Viana do Castelo

A mãe de Bruno, desesperada com a situação, afirma que nada justifica o silêncio das autoridades.

“Qualquer dia ainda enterram o meu filho e eu sem saber de nada”, afirma, revoltada. “Ninguém imagina a dor de uma mãe ao perder um filho, seja ele o que for na vida”, disse ainda.

Esta terça-feira, dia 18, foi detido um suspeito pelo crime de homicídio.

“Dizem que será um homem que, depois do crime, foi apanhado pelas câmaras de videovigilância de um quiosque que fica perto da casa, a ir comprar comprar uma cerveja”, acrescentou a mãe de Bruno