Escolas foram as últimas a fechar e as primeiras a reabrir

Depois de 15 dias de férias, as escolas retomaram as atividades para o já conhecido ensino à distância que marcou o final do ano letivo passado.

Milhares de crianças retomaram as aulas esta semana, mas através da internet, em casa. Entretanto, o Ministro da Educação Tiago Brandão, diz que as escolas deverão ser as primeiras infraestruturas a reabrir assim que houver as condições possíveis para tal, dependendo da opinião dos especialistas e começando pelo 1.º ciclo e pré-escolar.

“Sabemos que os alunos do 1.º ciclo e o do jardim-de-infância têm necessariamente mais dificuldade para terem autonomia e acontecer ensino e aprendizagem à distância. Essa é uma decisão a tomar em função das avaliações”, afirmou Tiago Brandão Rodrigues.

As declarações foram feitas numa visita a uma escola do ensino básico em São Brás de Alportel, em Faro, onde o governante reafirmou que é necessário criar condições de segurança para tal efeito.

No caso de não ser possível para todos os alunos, Tiago Brandão, reforçou a ideia que nada substitui o ensino presencial defendendo a importância de trazer para a escola os alunos que não tenham condições para o ensino à distância.