Juíza apanhada aos beijos com arguido condenado a prisão perpétua por matar polícia

Juíza filmada a beijar arguido condenado a prisão perpétua após matar polícia

Uma juíza argentina foi filmada por câmaras de videovigilância a beijar na boca um arguido condenado a prisão perpétua, numa prisão em Trelew, na Argentina.

Cristian Bustos foi condenado a prisão perpétua por ter morto um polícia em 2009 e ter fugido para o Chile. O homem foi capturado no Chile e levado a julgamento no dia 22 de dezembro de 2021, quando foi sentenciado com a pena de prisão perpétua.

A juíza Mariel Suárez, que fazia parte do grupo de juízes encarregues do julgamento de Cristian, votou contra a condenação de prisão perpétua. Entretanto, foram partilhadas imagens das câmaras de videovigilância da sala de visitas da prisão onde Cristian se encontra detido, onde é possível ver o recluso e a juíza a beijarem-se.

A juíza nega ter uma relação sentimental com o recluso e diz que não se beijaram, apesar do vídeo fazer parecer com que tenham havido beijos.

Leia Também: Alemanha e Irlanda desaconselha compra de testes vendidos em Portugal

O Tribunal Superior de Justiça anunciou que vai investigar o caso. “As ações agora serão tomadas para elucidar as circunstâncias dessa reunião entre a magistrada e um condenado, o conteúdo do encontro, a sua extensão, o tempo que durou e as características desse encontro, que podem implicar violações da lei e do regimento interno do Poder Judiciário”, pode ler-se na nota do Tribunal.

Assista ao momento: 

Partilhe com os seus amigos: