Homem que encontrou estudante no Meco revela se tinham pedras presas aos pés: “Achei estranho o corvo saltitar à volta daquilo…”

Homem alertou as autoridades quando encontrou o corpo de um dos jovens estudantes.

O corpo de Pedro Negrão foi o último a ser encontrado, alguns dias depois da tragédia que vitimou seis jovens durante a noite na praia no Meco. A testemunha que encontrou o jovem recorda o momento em que alertou as autoridades.

A testemunha foi, entretanto, ouvida pela Polícia Judiciária e garante que quando encontrou o corpo de Pedro Negrão não havia vestígios de que os pés tivessem sido amarrados.

“Tinha visto qualquer coisa lá em baixo, mas parecia-me um bicho ou um tronco…Achei estranho o corvo saltitar à volta daquilo”, revelou a testemunha.

Leia Também: Pais de uma das jovens que morreu no Meco: “Dava parte da minha vida só para ouvir a voz dela”

“Não havia nenhum indício [dos jovens terem tido os pés amarrados]… Não há nada que nos diga que havia ali cordas ou cordéis a atar [os pés]”, disse ainda.

As famílias dos seis estudantes que perderam a vida naquela noite, em 2013, reclamam indenizações no valor total de 1,3 milhões de euros, num processo contra João Gouveia – o único sobrevivente daquela noite trágica. A Universidade Lusófona também está a ser responsabilizada pelos pais das vítimas.