Renato Seabra quer vir cumprir o resto da pena a Portugal “mais do que nunca”

Renato Seabra, agora com 42 anos de idade, pretende cumprir o resto da pena no país de origem, em Portugal.

Links patrocinados

O pedido do ex-modelo de nacionalidade portuguesa acontece numa altura em que ainda terá que cumprir pena de prisão até ao ano de 2036, mas esta poderá passar a prisão perpétua quando nessa altura o caso voltar a ser revisto pelos membros do tribunal.

Foi no ano de 2011 que Renato Seabra foi detido nos Estados Unidos por tirar a vida ao cronista português Carlos Castro, durante uma viagem àquele país. Agora pede para passar o resto da pena em Portugal, mas acabou por ver o seu pedido negado. Renato Seabra vai ter que se manter na cadeia americana de alta segurança até, pelo menos, 2036.

Links patrocinados

Nessa altura poderá ver a pena passar de 25 anos de prisão para prisão perpétua, em Portugal, os reclusos podem sair em liberdade condicional após cumprirem sextos da pena, nuance que levou a justiça norte-americana a recusar a extradição.

Leia Também: Ivo Lucas perde a memória enquanto é ouvido pela GNR

Desta forma, daqui a 15 anos será revista a condenação de Renato Seabra, e caso seja considerado pelos juízes a reinserção do jovem na sociedade não é possível, ficará para sempre reso.

O homicídio ocorreu a 7 de janeiro de 2011. O conhecido cronista social Carlos Castro, de 65 anos, foi encontrado sem vida no quarto de hotel que partilhava com Renato Seabra, com quem tinha viajado para Nova Iorque para passar o fim de ano.

Partilhe com os seus amigos: