Homicidas do Algarve chateiam-se e acabam o namoro na cadeia

Jovens responsáveis pela morte de Diogo Gonçalves chatearam-se na prisão e já não querem partilhar a mesma cela.

Links patrocinados

As duas homicidas de Diogo Gonçalves, de 21 anos, chatearam-se na cadeia e acabaram a relação amorosa. Maria Malveiro, de 19 anos, já arranjou uma nova namorada e pediu para trocar de cela pois não a quer partilhar mais com Mariana Fonseca, de 23 anos.

As jovens estão neste momento em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Tires por assassinarem e desmembrarem Diogo Gonçalves, no Algarve. A instrução do processo começa no dia 12 de novembro, em Portimão.

Links patrocinados

Relembre-se que as duas homicidas mantinham uma relação desde novembro do ano passado e chegaram a morar juntas. As jovens zangaram-se quando Maria aceitou realizar testes psicológicos. Mariana não terá concordado com esta decisão de defesa da ex-namorada.

O crime remota para março deste ano e as duas jovens foram acusadas pelo Ministério Público pelos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver, burla informática, acesso ilegítimo, furto, furto de uso de veículo, peculato e detenção de arma proibida. As jovens arriscam a pena máxima em Portugal de 25 anos de prisão.

Partilhe com os seus amigos: