Sara Barradas impedida de viajar para os Emmys devido à Covid-19

Sara Barradas foi barrada no aeroporto de Lisboa, na última segunda-feira, quando queria embarcar com destino a Nova Iorque, por não ter tomado as duas doses da vacina contra a Covid-19.

A atriz teve Covid-19 no início de 2021 e quando foi tomar a vacina, foi-lhe dito que teria acesso ao certificado de vacinação apenas com uma inoculação. No entanto, para viajar para Nova Iorque, todos os passageiros têm de ter a toma de duas doses da vacina contra a Covid-19. Assim, a atriz não pôde seguir viagem e foi obrigada a ficar em Lisboa.

“Na porta de embarque um senhor da TAP disse-me que os EUA não deixavam entrar ninguém que não tivesse as duas doses da vacina, mesmo já tendo tido Covid. É o meu caso. Tive Covid no início do ano, e quando fui levar a vacina foi-me dito que obteria o certificado apenas com uma toma”, explicou Sara Barradas.

Leia Também: “Não estava à espera de ficar frágil como fiquei”: Sofia Ribeiro volta ao hospital

Acontece que o certificado apenas é válido em Portugal e na UE, sendo que cada país fora da União Europeia tem a liberdade de alterar as regras. Além do certificado, a atriz levava consigo “um teste PCR, uma declaração do meu médico, o visto, passaporte, tudo”.

A atriz manteve uma atitude positiva e assistiu à gala em sua casa, com o mesmo vestido, maquilhagem e penteado que iria usar no evento em Nova Iorque.